Crítica de Show: MDB com Rafael Cortez e Pedra Letícia (21/09/2014)


Foto por Teca Lamboglia



No noite do último domingo (dia 21) rolou a apresentação da MDB (Música Divertida Brasileira), no HSBC Brasil, na capital paulistana. Diante de uma animada plateia e de casa lotada, os meninos fizeram a galera se divertir a valer.

O projeto, idealizado pelo ator, palhaço, jornalista, humorista e músico Rafael Cortez junto com a banda goiana Pedra Letícia (Fabiano Cambota nos vocais e violão, Thiago Sestini na percussão, Pedro Torres na bateria, Kuky Sanches no baixo e Xiquinho Mendes na guitarra) traz uma versão repaginada de músicas brasileiras consideradas "divertidas" - as músicas escolhidas são da década de 20 até a década de 80. O que chama atenção é o fato de Rafael assumir os vocais ao lado de Cambota; até então o músico nunca tinha se arriscado por caminho (e, ao que parece, está dando conta do recado).

Integraram o repertório canções como "Samba do Arnesto" (Adoniran Barbosa), "Peba na pimenta" (João do Vale), "Piruetas" (Chico Buarque), "Fui ao Dentista" (Moreira da Silva), "Romance das Caveiras" (Alvarenga e Ranchinho), "Papai Eu Quero me Casar" (Os Trapalhões), "Linda Meu Bem" (Ari Toledo), "Infelizmente" (Lamartine Babo),"Pra Mó De Chatear" (Tom Jobim) e "Tem Gato Na Tuba" (João de Barro).


Conversas, risadas, interação entre banda e músicos, esquetes de humor e um certo improviso delinearam o desenrolar do show - e nem mesmo a afonia que acometeu Cambota foi capaz de tirar o brilho da apresentação dessa turma. Os caras estavam inspirados e super à vontade - nem parecia que era só a sexta vez que eles subiam ao palco com esse projeto.


O bis, para alegria geral, teve música tanto de Cortez (a balada "Todo Mundo na Balada") como da Pedra Letícia (o sucesso "Teorema de Carlão"). Aplaudidos de pé, o MDB cumpriu à risca aquilo que prometeu: divertir e descontrair com música de qualidade!







Por Bia Anchieta




Comentários