Música dos Dois




Falar do Música dos Dois não é apenas falar de um projeto fantástico, inovador e ousado. Trata-se de um dos mais bem sucedidos projetos musicais dos últimos tempos: a ideia de unir a música popular brasileira ao universo erudito - tarefa essa muito bem desempenhada pelos talentosos Bruno Piazza e Pedro Alterio.

A ideia de gravarem juntos nasceu dos muitos encontros de ambos em outro projeto, o Quinta Dissonante, que era encabeçado pelo próprio Bruno e as colegas Bárbara Rodrix e Chiara Rodello – eles se conheceram dentro desse projeto, mas a ideia do CD veio bem depois, há mais ou menos dois anos atrás. Com o fim do Quinta, a oportunidade de entrarem em estúdio finalmente surgiu, mas por conta da agenda de ambos (que possuem carreiras sólidas e bem sucedidas paralelas a esse projeto) o processo de gravação do disco foi bem mais longo do que o normal - o que permitiu um maior cuidado na produção do CD, que foi gravado nos estúdios Sollua, na Gargolândia (localizado na fazenda dos pais de Pedro, os também cantores e compositores Rita e Rafael Alterio).

O Música dos Dois destaca-se principalmente pela simplicidade, sutileza, letras marcantes, melodias sensíveis e arranjos primorosos. À voz e violão de Pedro, somam-se o piano de Bruno, o baixo acústico de Igor Pimenta, a bateria de Gabriel Alterio e o quarteto de cordas arranjados por Neymar Dias. O álbum é daqueles contemplativos, que emocionam a cada canção e batem fundo no coração de quem os escuta, independentemente de sua preferência musical. Diferente da maciça maioria, o CD não tem nenhum instrumento plugado; tudo é inteiramente acústico, o que dá um ar extremamente purista ao trabalho (onde a velha máxima do ‘menos é mais’ se encaixa perfeitamente bem). Aqui não houve uma preocupação em se ‘adequar ao mercado fonográfico’; a vontade de ambos era apenas fazer música boa de se ouvir – o que, sem dúvida alguma, eles fizeram com maestria e genialidade e que se comprova a cada nova apresentação do duo.

A música abaixo é uma entre tantas canções lindíssimas gravadas por eles. Chama-se Vem Ver e é uma composição de mãe e filho (Pedro e Rita Alterio):



Assim é o Música dos Dois: beleza, sensibilidade, singeleza, delicadeza e, acima de tudo, música de qualidade.


por Bia Anchieta

Comentários

  1. #MúsicaDosDois um cd de extremo bom gosto. Despretensioso e ousado será que combina? Esses mlks (jeito de chamar as pessoas pela proximidade) foram muito felizes nesse cd, enfim encontrei a paz em um som brasuca. O Pedro é daqueles cantores raros, ele canta com a verdade dele e digo que não há melhor verdade, além do violão ter o Piazza como pianista/tecladista é entrar num mundo sem musical sem volta, Bruno traz o erudito desobrigado e por essas e outras verdades que esse cd e esse mlks são d+.

    ResponderExcluir

Postar um comentário